31 agosto 2010

Versus - It Won't Be Long (The Beatles)

The Beatles - "It Won't Be Long"




Franz Ferdinand - "It Won't Be Long"

27 agosto 2010

warpaint - billie holiday (2009)

Já vos havia falado desta banda em passado mês de Abril, mais ou menos pela altura em que a Sra. Amazonas enviou este álbum para minha casa, numa antevisão do extraordinário festival CURVO. Pois bem agora avivo-vos novamente a memória porque estas meninas merecem.



“As i walk this line, i am bound by the other side
and it's for my heart that i'll live
cause you'll never die.
Well if you want to know me, i'm a war. (B.I.L.L.I.E.H.O.L.I.D.A.Y.)
Come paint. (B.I.L.L.I.E.H.O.L.I.D.A.Y.)

Nothing you can say can tear me away from my guy.
Nothing you can do cause i'm stuck like glue to my guy.
I'm sticking to my guy like a stamp to a letter,
like birds of a feather, we stick together.
I'm telling you from the start, i won't be torn apart from my guy.

Nothing you can buy could make me tell a lie to my guy.
Nothing you could do could make me untrue to my guy.
I gave my guy my word of honor to be faithful and i'm gonna.
You best be believing, I won't be deceiving my guy.

As a matter of opinion I think he's tops.
My opinion is he's the cream of the crop.
As a matter of taste to be exact,
he's my dear as a matter of fact.
No muscle-bound man can tear me away from my guy.”
B.I.L.L.I.E.H.O.L.I.D.A.Y. extraído do fabuloso EP Exquisite Corpse de 2009

Esperamos em ânsia o novo álbum "This Fool" agendado para o próximo dia 25.10.2010. E já agora se não for pedir muito mais um concerto em Portugal e de preferência novamente em Aveiro.

26 agosto 2010

Tricky - Mixed Race - 2010



Tricky… o que dizer deste artista… elevou o “trip-hop” em 1995 a um patamar exímio que poucos o conseguem. Ouço “trip-hop” graças a este senhor que tanta companhia me fez e ainda faz em noites mal dormidas ou em dias não somente turbulentos, mas animados também. Possivelmente a banda que já assisti ao vivo mais vezes, e mais não descrevo, liberta agora o seu mais recente trabalho, “Mixed race”. Tricky sempre foi conhecido por grandes colaborações nos seus trabalhos, o Homem que já trabalhou com P.J. Harvey, Bjork, Terry Hall, Martina Topley-Bird, entre outros, convidou para este álbum: Franky Riley, Terry Lynn, Hakim Hamadouche, Blackman, o seu irmão mais novo Marlon Thaws e a cereja em cima do bolo, Bobby Gillespie. Tricky diz sobre o seu trabalho “the most uptempo album I've done”, a julgar pelo single “Murder weapon”, a sua descrição é acertada, temos uma força vigente que Tricky perdeu a dada altura, mas que tem vindo a recuperar a passos largos. Temos aqui uma qualidade invejável que anseio explorar o mais rápido possível, a critica diz: "Temptation, reflection, mischief and misbehaviour, what's not to like?” fiquem com “Murder weapon”

Extremamente recomendável

video

23 agosto 2010

VW

É a grande noticia da rentree de concertos. Os Vampire Weekend voltam ao Porto no dia 11 de Novembro, Coliseu. Eu quero ir. Imagens da primeira passagem pela Invicta.Eu não vi...

Rococo

Foi a minha companheira destes dias de folga que terminam...é uma das novas de Arcade Fire...Vejam la :

14 agosto 2010

Matthew Dear / Black City Teaser

Ainda so esta disponivel por vias travessas, mas já se ouve o novo de Matthew Dear, 'Black City'.
Dear é um criador notavel, desdobrando-se em projectos. Audion, False...Em nome próprio perdeu progressivamente a vergonha e foi cantando cada vez mais nas faixas criando um hibrido techno-minimal-pop muito atraente que tinha no anterior 'Asa Breed' o ponto alto. Este parece ser um trabalho mais escuro, como o nome já transparecia, mas os resultados entusiasmantes continuam.

A Galope!

2010 tem tido muitos e bons regressos. Em boa forma estão então tambem os Chemical Brothers com 'Further' um regresso a sons mais pesados do inicio de carreira. Esta 'Horse Power', aqui com os visuais que acompanham em dvd a edição especial do album, é uma autentic bomba.

Banda de Suburbio

O recente primeiro lugar alcançado nos tops ingleses e portugueses ajuda a demonstrar que este era talvez o regresso mais esperado deste ano de 2010. Falo dos Arcade Fire que regressaram com 'The Suburbs'. Depois do muito falado 'Funeral' desiludiram com o segundo 'The Neon Bible' demasiado pomposo e arrastado. Do que tenho ouvido parecem agora em melhor forma. Confiantes nisso, seguiram os passos aos U2, talvez na esperança de um dia serem asim tão grandes, emitindo via Youtube o concerto do Madison Square Garden, mitica sala de New York. Aqui fica 'Keep The Car Running', ja no encore. Curiosamente uma das poucas que fugia à letargia do segundo disco e também uma das minhas preferidas.

11 agosto 2010

tarnation - mirador (1997)





Hoje só podia falar-vos dos Tarnation. Passo a explicar: acabei de comprar (em segunda mão!) o magnífico álbum “Mirador” que faz parte do meu imaginário juvenil. A banda primava por um estilo alternativo “dark-folk” completamente sustentado pela voz inimitável da Paula Frazer. Assinando pela fabulosa 4AD (quem mais?) lançaram Gentle Creatures em 95 e posteriormente este álbum que agora vos trago.
Este álbum fragmentou definitivamente a banda dando origem aos Broken Horse e a uma viagem a solo da Paula Frazer… que se perdeu nas memórias do meu imaginário.
Ei-lo “Mirador” o álbum que destruiu o conceito country iniciando sem dúvida o movimento “dark-alternative-goth-folk”. Espero que gostem tanto como eu.



“Which way can we go, only the moon casts a shadow.
When we look far below the path is sharp and narrow.
Your thoughts and mine, are far away from this moment, from this moment.”

04 agosto 2010

Tosca - Opera - 1997



And now something different… Continuando com “revisitações” a tempos volvidos, hoje partilho “Tosca”, nomeadamente aquele grandioso álbum que é o “Opera”. Estávamos no ano de 1997 quando Richard Dorfmeister e Rupert Huber revolucionaram a música electrónica bem como o “downtempo”. Uns dizem que é "Trip-hop", outros "downtempo", há quem diga "drum´n´bass", o que sei é que a partir desta banda, desta data, iniciei a minha caminhada pelo mundo do “downtempo” e “drum´n´bass” com um cariz mais sério e capaz. “Tosca” abriu os meus horizontes para bandas como “Thievery Corporation”, “Kid Loco”, “Nightmares on Wax”, “Boozoo Bajou”, “Thunderball”, “Baby Mammoth”, "Peace Orchestra", "Cinematic Orchestra" entre outras claro. Ok, ok e vocês falam de Kruder & Dorfmeister, verdade que andam à solta desde 1993 e sim, foi algo brutalíssimo, mas curiosamente foi com "Tosca" que consegui seriamente apreciar "K&D". Ando nostálgico, confesso, mas que é da nossa vida sem aqueles álbuns verdadeiramente extraordinários que nos expandiram os horizontes e ainda possuem tal magia consagrada em nossos “transportes musicais”? Deixo-vos com o verdadeiro relaxe da “Chocolate Elvis”, ahhh boa música...

Extremamente recomendável...

video